Nassau / Bahamas
Nassau / Bahamas

Minicruzeiros: uma ótima opção para sua viagem

Fazer um cruzeiro é um momento muito especial para todos que amam o mar e as possibilidades que esse tipo de viagem proporciona. Porém, nem todo mundo tem tempo ou dinheiro suficiente para curtir umas longas férias ou, até mesmo, nunca viajou e tem dúvidas se irá gostar do passeio. Para todas essas pessoas, e tantas mais, eu dou uma solução: os minicruzeiros.

Mas afinal, o que são os minicruzeiros?

Minicruzeiros são as viagens mais curtas, geralmente com roteiros de 3 ou 4 noites de duração e, por esse motivo, quando comparadas aos cruzeiros mais longos, os navios não se distanciam tanto do porto de origem.

Tendência mundial, esse tipo de turismo está cada vez mais “em alta”, pois traz diversas vantagens e possibilidades a quem opta por fazê-lo.

Que tal conhecer algumas das vantagens dos minicruzeiros?

Bora lá?

O MSC Fantasia fará vários minicruzeiros na temporada brasileira 2022/2023
O MSC Fantasia fará vários minicruzeiros na temporada brasileira 2022/2023 – Foto: Edu Nogueira

 

* Primeira viagem

Você já deve ter ouvido alguém que nunca viajou de navio falar assim: “Não vou fazer um cruzeiro, porque acho que vou passar mal. Vou enjoar.” Ou então: “Não tem nada pra se fazer lá dentro. Não vou gostar. Vou ficar entediado.”

Todos temos alguns pré-conceitos sobre o desconhecido e, por isso, “criamos” teorias que nem sempre são verdadeiras.

Dessa forma, uma viagem de 3 noites torna-se perfeita para responder a essas e outras perguntas.

É possível conhecer, na prática, o funcionamento de um navio de cruzeiro: alimentação, hospedagem, entretenimento, acessibilidade, paradas e excursões, se balança ou não, se vale a pena comprar um pacote all-inclusive de bebidas etc. Tudo será exatamente da mesma forma que um cruzeiro longo, sendo a única diferença o número de noites que o passageiro ficará dentro dele.

Caso alguma dessas teorias “seja realmente verdadeira”, é melhor uma viagem pequena do que uma viagem longa, não é mesmo?

Vou abrir um parêntese aqui: Tudo é relativo e, principalmente, subjetivo! Não é porque você passou mal e não curtiu o passeio, que o seu amigo irá passar mal também. Ok?

Vale a pena experimentar.

 

* Preço mais baixo

Por serem mais curtos e, portanto, com menos noites a bordo, os minicruzeiros costumam ter um preço mais acessível do que os cruzeiros longos.

Os valores cobrados pelas companhias marítimas levam em consideração vários fatores: número de noites, portos de escala, taxas portuárias, gorjetas, público-alvo etc. Dessa forma, teoricamente, se você passar 3 noites a bordo, pagará menos do que passar 7 noites.

Isso é regra? Não. Existem exceções? Sim. Cruzeiros temáticos, navios de companhias e classes diferentes, porto de embarque, itinerários etc, fazem a diferença e, em alguns casos, o valor cobrado por um minicruzeiro pode ser maior do que um cruzeiro convencional de 7 noites.

Vale ressaltar que, como exposto acima, em condições normais, o dinheiro investido na compra de cruzeiro curto é mais baixo. Uma excelente opção para quem tem um orçamento enxuto.

Exemplo de um roteiro de 3 noites com destino às Bahamas
Exemplo de um roteiro de 3 noites com destino às Bahamas – Foto: NCL

 

* Férias sem estar de férias

Quem deseja viajar de navio e não tem disponibilidade de férias ou muitos dias de folga do trabalho/escola, pode optar pelos minicruzeiros.

Um final de semana, um feriado prolongado ou aquele “banco de horas” já resolverão o problema.

Poder descansar, mesmo que por 3 dias, curtindo tudo que o navio oferece, será extremamente relaxante e divertido.

 

* Melhor experiência a bordo

Você optou por um minicruzeiro e “sobrou” dinheiro do seu orçamento? Que tal aproveitar toda a infraestrutura do navio?

Uma massagem relaxante no Spa, um jantar romântico num restaurante de especialidades, “aquele” tão sonhado passeio de escuna em “tal” cidade, jogos no cassino, compras nas lojas e boutiques… Tudo que mencionei, além de outras coisas, não estão incluídos no valor da compra da sua viagem. São pagos a parte.

Outra dica legal é que, se o passageiro quiser, pode comprar uma cabine de tipo ou categoria superior à escolhida anteriormente. Mais conforto e mais benefícios.

 

Enfim, espero ter “aberto a cabeça de vocês” com relação aos minicruzeiros.

Eu mesmo, já estive em vários deles e penso da seguinte forma: “Se não posso comprar um cruzeiro de 7 noites, vou comprar um mini e aproveitar tanto ou até mais do que se tivesse comprado um maior”.

São muitos atrativos que um navio oferece, que torna-se “impossível” não cruzeirar. “Melhor um cruzeiro curto do que nenhum (rsrs)”.

Carnival Victory
Carnival Victory, em Key West/EUA (25 abr 2014) – Foto: Edu Nogueira

 

E você, já fez algum minicruzeiro? Tenho certeza que sim!

Se ainda não fez, não perca tempo! Faça logo!

Volto em breve com outras notícias e novidades para vocês.

*Foto em destaque: Cruise Hive


Leia também

* O que levar na mala para um cruzeiro?

* Localização das cabines: vantagens e desvantagens

* 7 mitos sobre as viagens de cruzeiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.