Cruzeiro pelo Caribe a bordo do Carnival Victory

Cruzeiro pelo Caribe a bordo do Carnival Victory

Que tal um cruzeiro pelo Caribe a bordo do navio Carnival Victory, da Carnival Cruise Line?

Dessa vez, quem irá contar a história da viagem sou eu, Edu Nogueira.

A escolha da Carnival foi proposital. Gostaria de vivenciar um cruzeiro por essa tradicional companhia americana.

Quem me acompanha? Bora lá?

Embarcamos, eu e minha esposa, no Porto de Miami, numa 5ª feira, dia 24 de abril de 2014. O navio era o Carnival Victory.

Nosso roteiro, um minicruzeiro de 5 dias/4 noites, incluía as cidades de Key West (Flórida/EUA) e Cozumel (México), e um dia de navegação (Sea Day).

O embarque no Porto de Miami, o mais movimentado do mundo, foi muito tranquilo e organizado. Cada navio atracado em um terminal exclusivo facilita a logística e a agilidade no atendimento.

Ao embarcar, por volta das 12:30h, costumo fazer aquele “tour” básico pelo navio para conhecê-lo melhor, tirar bastante foto e depois ir comer no restaurante. Feito isso, é hora de ir pra cabine, trocar de roupa e ficar mais “à vontade”.

Partir de Miami é sempre um espetáculo. O dia estava lindo, e ver a cidade se distanciando no horizonte é indescritível.

Miami
Miami

 

Carnival Victory
Carnival Victory

 

Pacific Dining Room
Pacific Dining Room

 

Atrium
Edu Nogueira

 

Nossa 1ª parada do cruzeiro, na 6ª feira, foi na cidade de Key West (cidade insular mais ao sul dos EUA). Um porto pequeno e muito aconchegante. Tudo lindo, limpo e organizado.

Como a cidade é pequena e o “centro comercial” fica ao lado do porto, fizemos passeio a pé pelas ruas e lojas (acho essa uma das melhores formas de se conhecer um pouco de tudo – vai andando e descobrindo restaurantes, lojas, atrações etc). Compramos “gifts” locais, tomamos sorvete, caminhamos bastante e voltamos ao porto para mais fotos.

O 2º porto de parada do navio foi em Cozumel, no México.

O mar é uma das coisas mais lindas que já vi (água azul e cristalina – de dentro do navio conseguíamos ver peixes e tartarugas, e o fundo do oceano). Para o turismo, existem diversos locais que podemos fazer mergulho, seja com “snorkel” ou nadando com os golfinhos. Além das praias, é claro.

Mais uma vez caminhamos pela cidade. Comer taco (comida típica mexicana) “in loco”, faz, e sempre fará, parte do nosso roteiro. Mais gifts, mais lojinhas, mais calorias “gastas” após andar muito.

Hard Rock Cafe - Key West
Hard Rock Cafe – Key West

 

Fran e Edu em Cozumel
Fran e Edu em Cozumel

 

O dia de navegação foi o momento de aproveitar tudo o que o navio proporciona. Após o “breakfast”, fomos para a piscina, academia (sou professor de educ. física e esse é um momento que não pode faltar nunca), curtimos os barzinhos e “lounges”, ficamos na varanda da cabine olhando “pro nada” (vez ou outra passava um navio “lá longe”), aproveitamos as lojinhas abertas, comemos bastante, assistimos ao show no teatro, enfim, já que viajamos de navio, bora curtir o navio.

O retorno do Victory à Miami foi na 2ª feira, dia 28 de abril.

Um hábito meu é acordar bem cedo, tomar café da manhã e subir no deck mais alto para acompanhar a chegada ao porto. Dessa vez não foi diferente.

Ver o navio entrar no canal da cidade, os outros navios chegando e atracando, o sol “nascendo”, é demais. Só quem é apaixonado por cruzeiros entende rsrs.

Assim como no embarque, o desembarque também foi muito tranquilo e rápido.

Fica sempre o “gosto de quero mais”. Espero voltar em breve.

Edu Nogueira

 O Carnival Victory é “gêmeo” dos nossos conhecidos Costa Magica e Fortuna, da Costa Cruzeiros.

Suas áreas comuns são excelentes, com ambientes bem decorados, amplos e limpos.

Destaco (e sempre vou destacar) o Atrium. É o ponto de encontro central do navio. Com o “pé direito” altíssimo e 4 elevadores panorâmicos, vale à pena curtir o espaço, com bares, lojas, música ao vivo, gente passando de um lado para o outro.

Por ser construído no ano 2000, não é o navio mais moderno ou tecnológico que existe. A área de entretenimento também não possui tantas atrações (se compararmos aos navios maiores e mais modernos que vemos por aí), mas é uma opção interessante, principalmente para cruzeiros menores e sem crianças.

Vale à pena o investimento.

Agora preciso conhecer os mais novos navios da Carnival, que são maiores, cheios de entretenimento, alta tecnologia.

Carnival Victory
Carnival Victory

 

Ficha técnica – Carnival Victory

  • Companhia: Carnival Cruise Line
  • Classe: Sunshine
  • Ano de construção: 2000
  • Última reforma: 2020 (com alteração do nome para Carnival Radiance)
  • Comprimento: 272 metros
  • Largura: 38 metros
  • Velocidade: 23 nós
  • Peso: 101.509 toneladas brutas
  • Passageiros: 4.375 (ocupação máxima)
  • Tripulação: 1.110
  • Decks: 13

 

Quer ter a sua história contada aqui na Cruzeirar? Escreva abaixo, nos comentários, e entrarei em contato com você.

Clique aqui e veja também a viagem que a cruzeirista Duda Liberato fez pelo Nordeste, a bordo do navio MSC Fantasia.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao Topo