Retomada cruzeiros
Retomada cruzeiros

Retomada dos cruzeiros durante a pandemia

A retomada dos cruzeiros já é uma realidade, mesmo que de forma lenta, gradativa e com frota reduzida.

Quando a pandemia COVID-19 chegou pra valer, em meados de março desse ano, o mundo “parou”. Fronteiras foram fechadas, a quarentena foi determinada pelos governos – “ninguém entra, ninguém sai”!

Os cruzeiros marítimos (e não só os cruzeiros) foram afetados drasticamente. Companhias decretaram falência ou entraram com pedido de recuperação judicial, frotas foram reduzidas, navios vendidos (para que contas fossem pagas), atrasos nas entregas de novas embarcações, milhares de trabalhadores perderam emprego. Enfim, prejuízo de milhões (ou bilhões) de dólares por todo o mundo.

Após o pico no contágio da doença, houve a redução do número de pessoas infectadas em diversos países, principalmente asiáticos e europeus, e a retomada “à vida normal” está acontecendo aos poucos.

Os cruzeiros estão voltando.

Novos protocolos de saúde, segurança e higiene foram desenvolvidos pelas companhias, governos e portos, de modo a tornar os cruzeiros um ambiente seguro e que, principalmente, os passageiros não tenham receio de viajar.

Protocolos MSC
Procedimentos de embarque MSC Cruzeiros – Imagem: MSC Cruzeiros

 

Retomada Costa Cruzeiros
Protocolos Costa Cruzeiros – Imagem: Costa Cruzeiros

 

Na Europa

Tanto cruzeiros fluviais quanto marítimos foram retomados de forma gradual por algumas companhias. Outras optaram por manter o cancelamento das operações até 2021.

A companhia alemã Mein Schiff (TUI Cruises) foi a primeira a colocar um meganavio em viagens regulares novamente. Desde julho, o navio Mein Schiff 2 realiza roteiros curtos, sem escalas e com 60% da capacidade máxima de passageiros, partindo de Hamburgo / Alemanha. Posteriormente, o Mein Schiff 1 e o Mein Schiff 6 também entraram em operação em condições similares ao “irmão”.

A italiana MSC Cruzeiros retomou suas viagens dia 16 de agosto. O navio MSC Grandiosa realizou cruzeiros de 7 noites, com escalas em portos italianos e Malta, e somente com passageiros europeus. O próximo navio a entrar em operação será o MSC Magnifica, com data prevista para 19 de outubro.

A Costa Cruzeiros já está com 2 navios em operação. O Costa Deliziosa iniciou suas viagens em 6 de setembro, e o Costa Diadema dia 19 do mesmo mês.

Companhias menores, como a Hapag-Lloyd Cruises, Ponant, Dream Cruises entre outras, também estão em operação com frota reduzida, e com rigorosos protocolos de segurança.

Um caso à parte aconteceu com a companhia Hurtigruten, onde, logo após o seu retorno aos cruzeiros em junho pela Noruega, houve um surto COVID-19 a bordo. O governo local suspendeu os roteiros pela região e reviu a autorização para que os cruzeiros possam operar.

Conforme as viagens acontecem, além de todos os protocolos já utilizados, novas ações são tomadas de modo a deixá-las cada vez mais seguras: rigorosos testes de saúde e quarentena para todos os tripulantes (para o embarque oficial no navio de trabalho); testes swab (cotonete) para o COVID-19, em todos os passageiros, antes do embarque; as excursões em terra somente ocorrem em pequenos grupos e organizadas pelas próprias companhias (de modo a evitar o contato próximo com outras pessoas) etc.

Cada companhia cria e estipula o seu modus operandi de acordo com as regulamentações das entidades envolvidas no segmento.

Protocolos MSC
Protocolos MSC Cruzeiros – Imagem: MSC Cruzeiros

 

Protocolos Costa
Protocolos Costa Cruzeiros – Imagem: Panrotas

 

No Brasil

Enquanto na Europa os cruzeiros já estão retomando aos poucos suas atividades, por aqui ainda se discute quais medidas de saúde e segurança serão adotadas para o início da temporada 2020/2021, com data prevista para o dia 15 de novembro.

Recentemente, em reunião havida em Brasília/DF, representantes do Ministério da Infraestrutura, Saúde e Turismo, executivos das agências de navegação e operadoras do setor, Embratur, além de representantes do turismo da região, empresários e demais autoridades, discutiram as diretrizes que serão implementadas no país, com base nos protocolos e providências feitas nos cruzeiros pela Europa.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ficou de analisar os dados discutidos nessa reunião, juntamente com planos de contingência de todos os portos onde haverá escalas dos navios. A Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (CLIA Brasil) encaminhará tais planos à Anvisa.

 

Concais

O Porto de Santos/Concais, principal porto de cruzeiros do Brasil, diz estar pronto para receber todos os passageiros com o máximo de segurança, nessa próxima temporada de cruzeiros.

Algumas adaptações aos protocolos sanitários já foram feitas desde o final de fevereiro desse ano, quando a pandemia ainda estava no começo, e novas medidas serão tomadas: maior distanciamento social, desinfecção das bagagens, maior número de totens com álcool em gel, pias e lavatórios pelos salões. Todo o sistema de ar-condicionado passou por adequações de modo a garantir maior renovação e pureza do ar.

 

MSC Cruzeiros

Com o cancelamento dos navios que a Costa Cruzeiros traria para o Brasil no final do ano, e o pedido de recuperação judicial da Pullmantur Cruceros junto ao governo espanhol, somente a companhia MSC confirmou a vinda dos seus navios ao país a partir de novembro desse ano.

Após o reajuste e remanejamento na logística da sua frota devido aos atrasos nas entregas dos novos navios, a companhia italiana viu-se obrigada a reduzir de 5 para 4 o número de embarcações por aqui.

 

Só nos resta aguardar o resultado da análise que será feita pela Anvisa, na esperança de que todos os protocolos necessários sejam adequados à realidade brasileira e que, sem dúvidas, a nossa saúde seja preservada.

Em breve, novas informações. Se possível, as melhores.

Mein Schiff
Imagem: Mein Schiff

 

*Foto em destaque: Panrotas

2 comentários

  1. Tudo ainda…sem segurança total.
    Venho acompanhando, mas não…sinto preparada psicologicamente.
    Prefiro esperar.
    Sou apaixonada por cruzeiros.
    Agradeço, todas suas informações.
    Abraço Edu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.