Odyssey of the Seas
Odyssey of the Seas

Relato de uma (quase) viagem pelo Caribe

Viajar de navio, para muitos (e eu me incluo nessa), é prazeroso, viciante e um estilo de vida. Quem não quer estar a bordo de um cruzeiro novo, cheio de tecnologia e atrações, num roteiro paradisíaco? Acredito que seja o sonho de qualquer um, e a Royal Caribbean é especialista nisso.

Em tempos de pandemia COVID-19, o mundo dos cruzeiros parou. E não foram somente os cruzeiros que tiveram paralisações, todas as atividades (das mais diversas áreas) pararam ou diminuíram seus efetivos – salvo algumas exceções. As viagens de todas as companhias marítimas foram canceladas.

Segue abaixo um relato muito especial e detalhado, do cruzeirista Pedro, que teve sua viagem pelo Caribe cancelada pela Royal.

Acompanhe o desdobramento da história, a forma que a Companhia lidou com o caso, e o mais importante: ser consciente e tranquilo em aceitar uma situação que foge ao controle de todos nós.

Bora lá!

Eu e minha namorada somos passageiros frequentes da Royal Caribbean. Acompanho ansioso as notícias a respeito da Companhia, me envolvo nos lançamentos de seus novos navios e roteiros e ainda procuro saber detalhes técnicos a respeito de sua frota.

Por muitos anos, tivemos vontade de conhecer algum navio da classe Quantum, pois ela promete entregar muita diversão e tecnologia para os hóspedes que viajam nesses navios.

As notícias do lançamento do Odyssey of the Seas nos animou muito, já que ele seria o primeiro Quantum-Ultra (segmento dentro da classe de navios “Quantum” com uma série de melhorias e novas atrações frente aos demais navios da mesma classe) que partiria da Flórida e navegaria pelo Caribe imediatamente após o seu lançamento.

Eu, muito entusiasmado, comecei a explorar os itinerários, ver as opções de cabine e estudar os valores para ver qual viagem caberia em nosso orçamento. Um pouco de planejamento, algumas parcelas para não pesar no bolso e a possibilidade de negociar férias em nossos empregos e pumba! Roteiro definido e reserva feita em 28 de novembro de 2019 para embarque praticamente 1 ano depois: 14/11/2020 na terceira viagem comercial do grandalhão.

O itinerário era super especial: 6-Night Western Caribbean & Perfect Day Cruise… Tinha tudo para ser perfeito: navio novo em folha, parada em 2 dos destinos privados da companhia no Caribe (Perfect Day at Coco Cay – Bahamas – e Labadee – Haiti – na mesma viagem é bem raro de se ter) e uma expectativa monstra para conhecer a nova classe de navios, que seria, até então, inédita para nós.

Roteiro Odyssey of the Seas
Roteiro Odyssey of the Seas

Desde o início, confesso que havia um receio com a possibilidade de ocorrerem atrasos na entrega do navio. Não é regra, mas também não são raros os casos de imprevistos durante a construção de um navio que acabam culminando no adiamento das datas das primeiras viagens, causando cancelamentos ou alterações de itinerários. Lá fui eu seguir o perfil do estaleiro nas redes sociais para acompanhar as fases de construção do novo navio. O Meyer-Werft, estaleiro alemão supertradicional com incríveis criações em sua carteira, faz um trabalho fenomenal de divulgação dos estágios de fabricação de seus navios (sim, até as celebrações e entrega formal do navio para a armadora, o navio é de propriedade do estaleiro) com notícias, notas de atualização e fotografias.

Como se tratava de uma supernovidade para o mercado americano, o lançamento do navio foi superdivulgado pela Companhia. Fotos, textos, promoções… Tudo superatrativo para que o navio “bombasse” ainda antes mesmo de seu lançamento. Chegamos a comprar complementos de viagem de forma antecipada para garantirmos generosos descontos (já que o dólar não estava ajudando) e começa o processo paralelo de consultar passagens aéreas, hospedagem, aluguel de carros, enquanto a expectativa ia só aumentando.

Lá pelos idos de março/abril de 2020, a pandemia de COVID-19 toma conta da Europa, se alastrando pelos Estados Unidos e, finalmente, chega ao Brasil. Ainda faltavam 8 meses para a nossa viagem, para mim estava tudo sob controle e íamos embarcar normalmente conforme programação inicial.

Começam os cancelamentos, cartas de crédito, reembolso integral, adiamento de viagem mantendo as condições originais (Lift and Shift) e aquela pulga atrás da orelha se devíamos tomar alguma providência naquele momento ou se deixávamos a água rolar por debaixo da ponte e o que tivesse que acontecer, assim seria…

Não utilizei um agente de viagens para programar essa aventura, mas a todo momento sabia que estávamos resguardados pela Royal Caribbean, empresa séria e grande o suficiente para apostarmos todas as nossas fichas nas decisões que eles bem entendessem que fossem adequadas, tanto para a saúde de seus passageiros e funcionários, bem como com as tratativas a respeito dos investimentos feitos por nós, seus passageiros. Entra mês, sai mês, tudo dentro dos planos originais, até que em 03 de julho de 2020, chega o famigerado comunicado via e-mail informando o cancelamento de nosso cruzeiro de férias. Devido à pandemia de COVID-19, as atividades no Estaleiro tiveram que ser interrompidas/reduzidas temporariamente. Somado a isso, as obras do navio chegaram a sofrer múltiplos incêndios que acabaram por atrapalhar ainda mais o cronograma de obras, adiando o lançamento do navio apenas para abril de 2021.

Com o tempo, levando-se em consideração o avanço da pandemia, fomos maturando a ideia de que isso poderia, de fato, acontecer, já que estamos em novembro de 2020 e os Cruzeiros nos EUA ainda não voltaram a ser realizados. Portanto, apesar do desapontamento inicial, tínhamos que colocar a cabeça no lugar para tomar as próximas definições quanto às nossas alterativas. As opções eram:

  • Lift and Shift: Modalidade de benefício implementado pela Royal Caribbean, onde o passageiro poderia escolher outra viagem, 1 ano depois da partida original, respeitando alguns critérios como dias a bordo e roteiro originalmente previstos, mantendo os valores de sua reserva original;
  • Carta de crédito para cruzeiro futuro, com bônus de 25%, para nova reserva com embarque previsto até dezembro de 2021;
  • Reembolso do valor pago pelo cruzeiro, descontando-se 5% referentes a taxas portuárias e impostos conforme previstos em contrato.
Carta oficial da Royal Caribbean
Carta oficial da Royal Caribbean

Com a frustração de uma viagem perdida, as incertezas constantes sobre o cenário da evolução do Coronavírus e a falta de um agente de viagens para nos ajudar com uma nova programação futura, optamos pelo reembolso descontado em 5% para que possamos ter a possibilidade de programar uma nova viagem em um futuro, esperamos nós, não muito distante. Eis que nesta presenta data, éramos para estar na Jamaica aproveitando o nosso cruzeiro, e cá estou eu escrevendo esse artigo para vocês na expectativa de receber o reembolso e torcendo muito para a retomada segura e responsável dos cruzeiros mundo afora.

Apenas para constar, a Companhia sempre prestou auxílio e atendimento para resolução de dúvidas e, a tomada de providências como reembolsos, demoram muito nesta situação, visto que são milhares de viagens sendo canceladas mundo afora até hoje.

Estamos sendo pacientes aguardando o reembolso do cruzeiro até hoje (solicitação feita em 18 de setembro), porém ainda estamos dentro do prazo solicitado para completarem a revisão do cancelamento e solicitação do estorno ao setor financeiro. Quanto aos pacotes de complementos de viagens (jantares, excursões e bebidas), o reembolso já foi completado diretamente no cartão de crédito utilizado para compra.

Solicitação de reembolso
Solicitação de reembolso

Bola para frente, na torcida para a situação se resolver o quanto antes e já pensando no próximo cruzeiro com essa companhia incrível… Afinal de contas, somos Loyal to Royal!

Pedro

É isso! Excelente relato.

Espero que esse post “abra a mente” de todos numa forma de lidar com a situação extremamente atípica que vivemos.

Tudo isso virará passado um dia e os cruzeiros retomarão suas viagens.

Segue o jogo.

 

Ficha técnica – Odyssey of the Seas

  • Companhia: Royal Caribbean Intl.
  • Classe: Quantum-Ultra
  • Ano de construção: 2021 (originalmente seria out/2020)
  • Última reforma: —
  • Comprimento: 347 metros
  • Largura: 41 metros
  • Velocidade: 22 nós
  • Peso: 169.300 toneladas brutas
  • Passageiros: 4.284 (ocupação máxima)
  • Tripulação: 1.551
  • Decks: 18

 

Atualização (abril/2021)

Apenas em caráter de atualização, informo que nesta data (09/04/2021), apesar de um pouco depois do prazo previsto, recebi o reembolso pela minha viagem. O valor foi depositado conforme havia sido acordado anteriormente, descontando uma taxa administrativa de 5% sobre o total da reserva para cobrir alguns gastos da operadora.

Isso reafirma a seriedade da empresa em prestar um ótimo serviço, mesmo em situação atípica como a que estamos vivendo.

O processo foi todo eletrônico, apenas sendo necessário o preenchimento de uma ficha de solicitação de reembolso e apresentação dos dados bancários para depósito.

Agradeço à Royal Caribbean e à R11 Travel por fazerem esse processo ser o mais descomplicado possível. Espero poder voltar a reservar com eles em breve!

Atenciosamente,
Pedro

 

*Foto em destaque: Divulgação


Conheça Philipsburg – capital de St. Maarten, um dos destinos mais procurados no Caribe.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.