Protocolos de segurança e higiene em cruzeiros pós-pandemia

Protocolos de segurança e higiene em cruzeiros pós-pandemia

A pandemia COVID-19 ainda é uma realidade, e novos protocolos de segurança e higiene em cruzeiros estão sendo desenvolvidos para que as pessoas voltem a viajar sem o medo real de contaminação, até que uma vacina eficaz contra o novo coronavírus apareça e esse assunto vire passado.

Com a redução do número de pessoas infectadas em diversos países, principalmente asiáticos e europeus, a retomada à vida normal (ou o “novo normal” como dizem por aí) está acontecendo aos poucos.

Embora o setor de turismo mundial tenha sido amplamente afetado com o fechamento de fronteiras, pontos turísticos, postos de trabalho, “proibição” do direito de ir e vir etc, com a reabertura gradativa das viagens e pontos turísticos, muitas lições serão aprendidas de modo a entender e zelar pela segurança de todos.

 

Como serão os cruzeiros pós-pandemia?

As Companhias Marítimas, junto com a CLIA (Cruise Lines International Association), têm discutido intensamente como será a volta dos cruzeiros pós-pandemia.

Diversos fatores e restrições influenciam diretamente tal retomada, como a redução do número de pessoas contaminadas, diferentes regras acordadas com os governos locais, reabertura dos portos entre outros, mas aos poucos, e com todas as precauções e cautelas tomadas, os cruzeiros voltarão à ativa.

 

Quando efetivamente os cruzeiros voltarão a navegar?

As Companhias de Cruzeiro já estão “se mexendo” para a volta gradativa, inicialmente com frota reduzida, e nos países onde a pandemia já está “sob controle”.

Na Europa, em países como Noruega e Islândia, algumas viagens já acontecem. As Companhias embarcam somente passageiros locais e evitam portos de escalas.

No dia 24 de julho, foi a vez da companhia Mein Schiff (TUI Cruises), na Alemanha, lançar seu navio Mein Schiff 2 ao mar, num cruzeiro de 4 dias, a fim de recomeçar e verificar como estão sendo, na prática, tais protocolos.

Afinal de contas, quais são (e serão) esses protocolos adotados?

Veja abaixo!

 

Protocolos de segurança e higiene em cruzeiros

Medição de temperatura – Imagem: Rodrigo Fonseca/CBN

 

* Check-in: usar a ferramenta “check-in online” de modo a agilizar todo o processo de documentação necessária. Durante o “presencial”, respeitar distanciamento social determinado.

* Medição de temperatura: monitoramento contínuo de passageiros e tripulantes.

* Número reduzido de passageiros: as viagens terão número reduzido de passageiros para evitar aglomerações.

* Uso obrigatório de máscaras: tanto passageiros quanto tripulação deverão usar máscaras a bordo – exceto durante as refeições. Nas cabines serão fornecidas máscaras para os passageiros.

* Áreas comuns do navio: Distanciamento obrigatório – Reduzido número de mesas nos restaurantes, espreguiçadeiras no deck da piscina, assentos nos bares e teatros; capacidade limitada de pessoas no elevador.

* Buffet self-service: os tripulantes irão servir os passageiros.

* Filtros de ar: instalação de filtros de ar que removem até 99,95% das impurezas.

* Limpeza: áreas comuns, portões e cabines serão desinfectadas com maior frequência e uso de produtos de alta eficiência. Aumento do número de totens (álcool gel) para higienização das mãos.

* Centros médicos: totalmente equipados com profissionais preparados e kits de testes para o COVID-19.

* Travessias: até o momento, os navios farão as viagens de travessia sem passageiros.

 

Como podemos observar, durante um bom tempo nossas viagens serão muito diferentes do que estávamos acostumados, afinal o mundo também está diferente e todos teremos que nos adaptar a isso.

Uma coisa é fato: enquanto não houver a vacina contra o COVID-19, medidas de segurança e higiene serão intensificadas – e isso é essencial.

 

Saiba quais são os principais portos de cruzeiro do Brasil, clicando aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao Topo