Costa Romantica
Costa Romantica

Por onde anda o Costa Romantica?

O navio Costa Romantica, da tradicional companhia italiana Costa Cruzeiros, realizou viagens pelo Brasil entre os anos 2005 e 2009, em três temporadas de verão. Alguns anos mais tarde, retornou ao país durante um cruzeiro “Volta ao Mundo”.

Mesmo sem ser um dos grandes sucessos da Costa pelo Brasil, deixou saudades por seu estilo clássico, ambiente descontraído e seus roteiros variados.

E hoje, por onde anda o Costa Romantica? Será que ainda continua “cruzeirando” por aí, está em outra companhia ou foi para o desmanche?

Vamos descobrir!

Costa Romantica em Cabo Frio (10 mar 2007)
Costa Romantica em Cabo Frio (10 mar 2007) – Foto: Edu Nogueira

 

No Brasil

A fim de ofertar cada vez mais produtos modernos e melhores aos hóspedes brasileiros, a Costa Cruzeiros optou, em 2005, pela vinda do Costa Romantica em substituição ao antigo navio Costa Tropicale.

A cidade de Santos foi escolhida como principal homeport para o cruzeiro.

Na temporada inicial, 2005/2006, realizou 12 escalas no porto santista. No ano seguinte, foram 13 escalas. As viagens eram preferencialmente por águas brasileiras.

Em 2008/2009, teve a cidade do Rio de Janeiro como principal porto de embarque nacional. Seus roteiros eram pelo litoral brasileiro e região do Prata.

Em 2013, já ampliado e renomeado para Costa neoRomantica, um produto premium da marca Costa, fez escala em portos nacionais da região Norte (pelo Rio Amazonas), Nordeste e Rio de Janeiro, durante um roteiro de longo curso – a viagem “Volta ao Mundo”.

Após sua despedida do porto carioca, partiu para a conclusão de sua viagem e nunca mais retornou ao Brasil.

Costa Romantica atracado no Píer Mauá / RJ (09 mar 2007)
Costa Romantica atracado no Píer Mauá / RJ (09 mar 2007) – Foto: Edu Nogueira

 

Costa Romantica
Costa Romantica – Foto: Edu Nogueira

 

Costa Romantica
Costa Romantica – Foto: Edu Nogueira

 

História

Construído pelo estaleiro Fincantieri (Marghera / Itália) em 1993, como um plano de expansão da marca Costa pelo mundo.

Batizado Costa Romantica, durante 28 anos (de 1993 a 2020), operou roteiros por diversos continentes (Europa, América do Sul e Ásia), mas permaneceu a maior parte do tempo em terras europeias.

Entre 2005 e 2009 fez três temporadas completas pela América do Sul, com viagens pelo Brasil e Argentina e Uruguai. As cidades de Santos e Rio de Janeiro foram escolhidas como homeports locais.

Em 2012, o Costa Romantica passou a integrar a frota Costa “Neo Collection”, navios menores que oferecem paradas mais longas nas escalas, horários flexíveis nos restaurantes e rotas exclusivas por patrimônios mundiais da Unesco, além de um concierge profissional para ajudar na escolha dos serviços a bordo ou em terra – um serviço premium.

Renomeado para Costa neoRomantica, sua renovação incluiu a modernização das cabines e mobiliários, reconstrução das áreas públicas, manutenção dos motores e, o mais perceptível, acréscimo de 2 decks de cabines na parte frontal da embarcação e instalação de varandas em algumas cabines existentes.

Costa neoRomantica
Costa neoRomantica – Foto: Wikimedia

Durante a pandemia COVID-19, em 2020, e com a entrega de novos e modernos navios, a Costa Cruzeiros precisou vender algumas embarcações mais antigas. Dessa forma, o neoRomantica fora adquirida pela companhia Celestyal Cruises, especializada em roteiros pelas ilhas da Grécia. A intenção era usá-lo a partir de 2021.

Foi rebatizado para Celestyal Experience.

Celestyal Experience
Celestyal Experience – Foto: Divulgação

Meses passaram e o novo navio continuava parado.

Em setembro de 2021, a fim de minimizar os prejuízos causados pela paralização mundial dos cruzeiros, fora vendido novamente. Dessa vez, o nome do comprador era mantido em segredo.

Renomeado para Antares Experience, em novembro de 2021, partiu da Grécia rumo a Dubai/EAU, onde iniciaria, em breve, viagens pela região, porém, durante o percurso, fora desviado para o Paquistão.

Fora de operação desde o início da pandemia, o clássico cruzeiro seguiu, então, para seu destino final: em dezembro, foi encalhado para desmanche. O estaleiro responsável pela demolição é o Gadani Beach Ship Breaking Yard, no Paquistão.

Antares Experience em Gadani Beach Ship Breaking Yard
Antares Experience em Gadani Beach Ship Breaking Yard – Foto: Cruise Hive

Curiosidade: O Costa Romantica foi um dos últimos navios encomendados pela família Costa. Pouco tempo depois, em 1997, a Costa Cruzeiros passou a ser controlada pelo grupo Carnival Corporation & plc.

Ficha Técnica – Celestyal Experience

  • Companhia: Celestyal Cruises
  • Classe: Classica
  • Estaleiro: Fincantieri (Marghera, Itália)
  • Ano de construção: 1993
  • Última reforma: 2017
  • Comprimento: 220 metros
  • Largura: 31 metros
  • Velocidade: 19 nós
  • Peso: 56.769 toneladas brutas
  • Passageiros: 1.894 (ocupação máxima)
  • Tripulação: 650
  • Decks: 13

 

É triste vermos um cruzeiro ser encalhado e desmanchado. É mais triste ainda perceber que, de acordo com especialistas, o navio ainda teria uns 15 anos de vida útil pelos oceanos.

Enfim, mais uma vítima fatal da pandemia.

Nota: Estive a bordo do Romantica em 2007, e posso garantir que a experiência foi das melhores: um navio de médio porte faz com que aproveitemos cada espaço a bordo, sem ambientes lotados e o máximo de conforto.

E você, teve a oportunidade de “cruzeirar” no Costa Romantica?

Deixe seu relato abaixo.

Volto em breve com novas notícias dos cruzeiros.

*Foto em destaque: Costa Cruzeiros


Leia também

* Por onde anda o Sovereign (Soberano)?

* Por onde anda o Grand Voyager?

* Por onde anda o Costa Classica?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.