A nova retomada dos cruzeiros pelo mundo

A nova retomada dos cruzeiros pelo mundo

Uma nova realidade, uma nova dinâmica, um novo normal. É assim que a nova retomada dos cruzeiros segue o seu curso pelo mundo afora.

Aos poucos, com muitas regras e protocolos bem definidos e obrigatórios, países da Europa e Caribe estão voltando a ter seus cruzeiros comercializados e devem servir como exemplo para a nossa temporada brasileira, com início previsto para novembro de 2021 e término no mês de abril de 2022.

São poucas as opções de roteiros existentes e sempre com muitas imposições. As empresas analisam cada caso, país, público, demanda, entre outras coisas, para a definição dos seus retornos. A disponibilidade mundial da vacina contra a COVID-19 abre, portanto, novas perspectivas.

Bora dar uma olhada nesse novo panorama!

 

Europa

A Itália foi uma das pioneiras nos cruzeiros de retomada. Desde agosto de 2020, algumas companhias de cruzeiro (MSC Cruzeiros, Costa Cruzeiros etc) já haviam recomeçado a navegar, mas, no final do mesmo ano, tiveram que cancelar suas viagens devido à quantidade crescente de casos confirmados de COVID-19 pela Europa. Recentemente, reabriram seus portos e cada vez mais navios reiniciam seus roteiros.

Nas Ilhas Canárias (arquipélago espanhol) já acontecem cruzeiros regularmente. O mesmo ocorre pelo Adriático, Mediterrâneo e Norte da Europa.

No Reino Unido, após a recente liberação das viagens pelo governo, algumas companhias já programaram roteiros pela região, com datas previstas, inclusive, para maio (já existem cruzeiros em andamento – por exemplo, o MSC Virtuosa, o novíssimo navio da MSC Cruzeiros). Outras querem aproveitar o verão local e agendaram suas retomadas a partir de julho.

Princess Cruises, Cunard Line, Viking Cruises, MSC Cruzeiros, Marella Cruises, Disney Cruise Line, entre outras, pertencem ao rol das companhias que usarão portos como Southampton, Liverpool, Newcastle etc, como homeport para suas viagens.

Costa Smeralda em Savona / Itália
Retomada do Costa Smeralda, em Savona / Itália – Imagem: Revista Publiracing

 

Ásia

Em Singapura, o navio Quantum of the Seas, da Royal Caribbean, opera desde dezembro de 2020.

A Getting Cruise Lines também tem navios em operação por Singapura, Taiwan e Malásia.

No Japão, são raros os cruzeiros em operação. Por enquanto somente o Asuka II, da Asuka Cruise / NYK Line e o Mitsui OSK, da Nippon Maru.

A partir de julho, outras companhias retomarão seus cruzeiros pela região, sempre de forma gradativa.

 

Estados Unidos e Caribe

Os Estados Unidos, principal mercado de cruzeiros do mundo, ainda não permitem os navios.

O Centro de Controle e Prevenção a Doenças dos EUA (CDC) publicou recentemente Normas Técnicas necessárias para a retomada local e, para isso, cada companhia deverá receber um certificado expedido pelo governo norte-americano, chamado COVID-19 Conditional Sailing Certificate. São muitas as exigências, inclusive viagens “testes” com passageiros a bordo.

Uma “luz” para o possível retorno surgiu na última 6ª feira, dia 21 de maio. A Carnival Cruise Line, Celebrity Cruises, Royal Caribbean e Holland America Line anunciaram o retorno de suas embarcações com destino ao Alasca, e embarques na cidade de Seattle, a partir de julho de 2021.

Outra solução escolhida pelas empresas foi “usar” a região do Caribe / Bahamas / Bermudas, para operação dos cruzeiros.

Com portos alternativos de embarque (Nassau / Bahamas, La Romana / República Dominicana, Philipsburg / St. Maarten, Montego Bay / Jamaica etc), a Royal Caribbean, Norwegian Cruise Line, Celebrity Cruises e outras, estabeleceram suas retomadas a partir do mês de junho.

La Romana Cruise Terminal
La Romana Cruise Terminal, na República Dominicana – Imagem: La Romana Ports

 

Brasil

A retomada dos cruzeiros no Brasil está cada vez mais próxima.

Todos os protocolos de segurança foram desenvolvidos e estabelecidos pelas companhias marítimas em parceria com a CLIA Brasil (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos), tomando como base os métodos utilizados no resto do mundo.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) fará a análise minuciosa de todos esses protocolos e, se tudo estiver de acordo com o esperado, a temporada ocorrerá sem problemas (se Deus quiser rs!).

  • Operação dos cruzeiros com 70% da capacidade máxima de passageiros
  • Corpo médico especializado tanto a bordo quanto nos portos, para pronto atendimento sempre que necessário
  • Testagem de todos os hóspedes no pré-embarque (em todos os portos onde ocorrerem os embarques)
  • Uso de máscaras em momentos e locais pré-determinados
  • Distanciamento social
  • Desinfecção e higienização constantes das áreas dos navios
  • Tripulantes farão testes rigorosos antes do embarque definitivo e a cada semana a bordo
  • As excursões terão apoio das prefeituras locais, de modo a evitar o contato próximo com pessoas “não testadas”. Caso algum hóspede descumpra alguma regra, será proibido o seu reembarque.

Aguardemos, ansiosos, mais uma vez, o resultado dessa análise pela Anvisa.

Desde que, no meu entender, TODOS os protocolos sejam cumpridos “à risca”, não há o que temer.

Vale ressaltar que a campanha de vacinação contra a COVID-19 está a todo vapor pelo país e, espera-se que, até o final do ano, essa pandemia já esteja mais controlada.

Oremos!

Piscinas com capacidade reduzida de hóspedes
Piscinas com capacidade reduzida de pessoas – Imagem: MSC Cruzeiros

Embora a maioria das determinações seja um consenso e valha para todas as companhias, cada empresa também possui regras próprias. O que vale pra uma, não necessariamente vale para a outra. Portanto, é sempre válido consultar as especificidades de cada uma.

Passageiros locais, hóspedes vacinados e ou testados, viagens sem escalas ou portos locais, minicruzeiros ou longa duração, capacidade reduzida, uso de máscara, são algumas das MUITAS exigências constantes nesses protocolos.

Vai dar certo!

 

Por ora, é isso!

Volto em breve com mais informações para vocês!

*Foto em destaque: MSC Cruzeiros


Leia também

* MSC Cruzeiros: Novidades para temporada 2021/2022

* Costa Cruzeiros: Novidades para temporada 2021/2022

* Principais Portos de Cruzeiro do Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao Topo